Vida com Tempero de Palavras!

Por sexta-feira, 4 de maio de 2018 ,


Os encontros ao acaso são, pra mim, a materialização perfeita dessa energia chamada universo. Não acredito em coincidência. Como todo nerd que se preze, acredito em forças que se atraem e se repelem. Acho que tudo acontece desse jeito: da dança cósmica às novas amizades.

E foi assim, num acaso divino, que o Tempero de Palavras entrou nessa minha Vida de Cozinheiro. Fiquei sabendo do grupo durante a apresentação dos participantes do curso "Escrita Criativa e Afetuosa" da queridíssima Ana Holanda, editora chefe da revista Vida Simples. 

Tietando a talentosa Ana Holanda. Sou muito fã dela e não é só pelo incrível trabalho à frente da Vida Simples.
Na ocasião, a Adriana Miranda se levantou, disse que era nutricionista e que fazia parte do Tempero de Palavras. Na hora me interessei pelo projeto e no intervalo fui bater um papo com ela. Com toda a simpatia do mundo, a Adriana falou que eu seria muito bem-vinda nos encontros. 

Detalhe: só participei do curso da Ana por conta da minha querida amiga (e excelente repórter) Eliane Wirthmann. Muito obrigada, Lili. Sem a sua ajuda essa história nem seria possível. Tá vendo, como não acreditar nessa mola propulsora que atrai e une o bem? 

Galera do curso "Escrita Criativa e Afetuosa", realizado no Espaço Co-Piloto, em Brasília, Distrito Federal.
Pois então. Foi esse incrível movimento que fez a Eliane me levar ao Espaço Co-Piloto, a conhecer a Adriana (e também as queridíssimas Monique França e Ana Holanda) e a começar a pesquisar sobre o Tempero de Palavras. 

Naquele mesmo domingo, cheguei em casa e já fui pra internet ler sobre o grupo criado pela Maína Pereira, uma nutricionista brasiliense apaixonada pela profissão. Descobri que o Tempero de Palavras é um clube de leitura que reúne amantes dessas duas artes: literatura e gastronomia.

Reunião do Tempero de Palavras em Brasília, Distrito Federal. Foto: Tempero de Palavras / divulgação.
Vi também que os encontros acabam sendo direcionados aos estudantes de nutrição, mas que estão abertos para participação de qualquer um que se interesse pela temática. Fiquei feliz porque percebi que me encaixaria perfeitamente naquela receita. 

Mais que rapidamente eu mandei uma mensagem para a Maína, administradora do Facebook do Tempero de Palavras. Mais uma vez fui bem recebida e, na mesma hora, passei a fazer parte do grupo de WhatsApp do projeto.

A nutricionista Maína Pereira é a idealizadora do Tempero de Palavras. Foto: Tempero de Palavras / divulgação.
Fiquei tão encantada pela proposta que quis escrever sobre ela. Fui apurar mais e encontrei uma história bem interessante! O lançamento oficial do Tempero de Palavras foi numa quinta-feira, dia 21 de fevereiro de 2013, no café da Livraria Cultura do Iguatemi Shopping. 

Nesse contato inicial, os participantes se conheceram e definiram os livros que seriam lidos no primeiro semestre daquele ano.

Primeiro encontro do Tempero em Brasília. Foi aí que tudo começou! Foto: Tempero de Palavras / divulgação.
Menos de dois meses depois, no dia 4 de abril, o grupo se reuniu novamente para discutir a primeira obra escolhida: “Céu da Boca - Lembranças de Refeições da Infância”. 

O livro, da Editora Ágora, reúne recordações gastronômicas de diferentes autores, dentre os quais chefs, jornalistas, historiadores e psicanalistas. São dezoito relatos que compõem um banquete para a alma. Para quem ainda não leu, fica a dica.

Primeiro livro analisado pelo Tempero de Palavras de Brasília.
De lá pra cá muitas páginas se passaram. Foram mais de 30 livros estudados em reuniões marcadas, normalmente, de 2 em 2 meses. Encontros que transformaram a relação dessas apaixonadas por alimentação saudável.

O clube já não é mais só de leitura. O Tempero de Palavras virou um grupo de amigas. Três delas estão no Tempero desde o início: a Maína Pereira, a Dyanara Oliveira e a Renata Monteiro

Se reunir pra falar de coisa boa! Tem programa melhor? Foto: Tempero de Palavras / divulgação.
E tem mais: os encontros não mais se realizam só em algum restaurante ou café de Brasília. A ideia do Tempero é tão bacana que ultrapassou as fronteiras do Planalto Central. A nutricionista Dyanara Oliveira, que participava da turma brasiliense, se mudou para o Pará e desde 2015 coordena a filial do grupo em Belém. 

E o primeiro encontro do Tempero de Palavras em terras paraenses se deu em grande estilo!

Primeiro encontro do clube de leitura Tempero de Palavras em Belém, no Pará. Foto: Tempero de Palavras / divulgação.
As meninas discutiram o livro "Cozinhar", Michael Pollan. Aliás, o autor é um dos favoritos entre as participantes do clube. Tanto as de Brasília quanto as de Belém adoram as obras dele, sendo o "Em Defesa da Comida"o preferido da maioria.

Outro livro que aparece como um dos favoritos dessas nutricionistas leitoras é o "Eu Amo Comida". Dois exemplares que eu fiquei com uma enorme vontade de ler!

Essa é uma pequena mostra dos livros já lidos pelas meninas do Tempero de Palavras de Brasília e de Belém.
Cinco anos depois da criação do Tempero de Palavras, o grupo de Brasília vai de vento em poupa. Além do Pará, já conseguiu expandir o clube para mais um estado: Sergipe. No dia 16 de junho, em Aracaju, será realizado o primeiro encontro do grupo sergipano.

E o de Belém? As meninas já fizeram até festa para comemorar os seus três anos de existência!

As meninas em Belém, comemorando os 3 anos do Tempero paraense. Foto: Tempero de Palavras / divulgação.
Os detalhes dessa incrível ideia chamada Tempero de Palavras foram, inclusive, destaque no Conbran 2018, sediado aqui em Brasília no mês passado.

A vigésima quinta edição do Congresso Brasileiro de Nutrição reservou a Tenda Josué de Castro especialmente para a realização do I Encontro Nacional do Tempero de Palavras. E, pela primeira vez, as leitoras de Belém e de Brasília se encontraram.

Maína Pereira, ao centro, falando do início do clube de leitura Tempero de Palavras no Conbran 2018.
Como bem disse a nutricionista Maína Pereira, fundadora do Tempero, não tinha melhor lugar para essas meninas serem acolhidas! Apareceram por lá pessoas interessadas em conhecer um pouco mais do clube, gente que quer ler mais e até quem não é da área da saúde.

Replicando as palavras da própria Maína Pereira, "foi riquíssima a troca". Teve sarau com a leitura de crônicas da Nina Horta e do Luís Fernando Veríssimo, rolou sorteio de livro e ainda ganhamos duas lindas lembranças da turma de Belém. Muito obrigada, meninas. Adorei!

Presentes carinhosamente distribuídos aos participantes do encontro do Tempero de Palavras na Tenda Josué de Castro, no Conbran 2018.
O case fez tanto sucesso no Conbran 2018 que, no encerramento do congresso, o Tempero de Palavras foi mencionado durante a leitura da Carta da Tenda Josué de Castro. Eu não estava lá mas, de acordo com o relato das meninas, a emoção foi grande.

Agora está oficialmente registrado, para conhecimento de todos: "o Tempero de Palavras, é um grupo que reconhece na leitura a construção da possibilidade de mudar o mundo, entendendo que comida e palavra vem da mesma mãe: a fome!"

Brasília e Belém: Tempero de Palavras reunido no Conbran 2018!  Não sai na foto porque tinha acabado de deixar o evento. 
Orgulho em fazer parte desse grupo, mesmo não saindo na foto. Um desafio fascinante de estar sempre em contato com o melhor da área de alimentação e nutrição. Sem dúvida ainda temos muita coisa boa para ler e degustar!

Detalhe: os livros sempre são escolhidos por todos os participantes através de votação. Ainda não fui a nenhum encontro, mas pelas fotos que vi nas redes sociais os bate-papos são bem descontraídos!

Lendo "Toda comida tem uma história", a obra que será discutida no próximo encontro do Tempero de Palavras de Brasília.
Se você quiser fazer parte do Tempero de Palavras de Brasília, de Belém, de Aracaju ou, ainda abrir uma filial desse clube de leitura na sua cidade, é só entrar em contato com as meninas através do página do grupo no Facebook, ok?

LEIA TAMBÉM:
. Boas surpresas da Vida!
. Wynwood: Comida e Arte em Miami!
. Orgulho de ser cozinheira!
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Gostou desta postagem? Então siga o Vida de Cozinheiro nas Redes Sociais e ajude a divulgar o nosso trabalho compartilhando este conteúdo!


Toda nossa obra é oferecida gratuitamente aos leitores. 

Você também pode gostar!

2 comentários

  1. Tive conhecimento desse blog através de um informativo do Senac Minas. Achei fantástico. Em Minas tem o Tempero de Palavra? Beijo. Celma (Bibliotecária de Belo Horizonte/MG)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Celma! Tudo bem? Ainda não existe Tempero de Palavras em BH. Por que você não cria um? Converse com as meninas. Tenho certeza que elas vão te ajudar! Entre na página do Tempero de Palavras do Facebook e mande uma mensagem pra elas:

      https://www.facebook.com/temperodepalavras/

      Muito obrigada por sua audiência! Seja sempre bem-vinda ao Vida de Cozinheiro. Grande abraço!

      Excluir