7 de jan. de 2014

Café e cultura em Montevidéu!

Café e cultura em Montevidéu!


Confesso que fiquei um pouco frustrada quando cheguei à capital uruguaia. Não sei se foi porque já tinha passado uma semana na Argentina e, no Uruguai, já tinha visitado as belíssimas Colônia de Sacramento e Punta Del Leste.

Achei o centro da cidade meio cinza, sombrio, muito parecido com o de BH inclusive. Mas estava de férias e não ia ficar só reclamando. Então resolvi "fazer do limão a limonada" e fui bater perna para conhecer melhor Montevidéu.

Avenida 18 de Julio, uma das principais vias de Montevidéu.
A tarefa exigiu um esforço extra porque estava fazendo muito frio. Mas a caminhada ajudou a esquentar. Andamos a Avenida 18 de Julio do começo ao fim. E descobri que em Montevidéu tem bastante coisa legal pra ver. Aliás, fica a dica: quando se está caminhando, sem roteiro pré-definido, tudo fica ainda mais interessante.

Lembro de termos visto uma portinha minúscula, linda e antiga, que chamou tanto a nossa atenção a ponto de resolvemos entrar. E, para a nossa surpresa, já que não tinha nenhuma placa na porta, era um museu incrível. E foi assim que conhecemos o "Museu do Gaúcho", que além de exibir peças belíssimas, tem entrada gratuita.

O prédio do museu do Gaúcho é um espetáculo por si só.
Também foi por estarmos passeando a pé que descobrimos outro museu bem diferente funcionando dentro de o que parecia ser uma estação de metrô, localizada do outro lado da rua e quase em frente ao Museu do Gaúcho.

Fomos lá por acaso. Já tínhamos andado bastante e achamos que pegar o transporte público poderia ser um ótimo descanso para os nossos pés.

Essa estação de metrô é, na verdade, um local de exposições.
Para a nossa surpresa, quando descemos a escadaria nos deparamos com inusitadas obras de arte. Estávamos, na verdade no "Centro de Exposiciones Subte". Adorei o nosso "achado".

Aliás, viajar sem um roteiro muito rígido e sem tempo contado para entrar e sair dos lugares, é, para mim, o mais bacana desse estilo de viagem que faço com o maridão. Sem guia e sem horário marcado podemos explorar cada cantinho interessante. E curtir o momento da melhor forma.

Centro de Exposições "Subte", no centro de Montevidéu.
Estarmos a pé também foi fundamental para encontrarmos o tradicional "Café Tribunales", localizado na Praça de Cagancha. O espaço, referência para quem transita pelo centro de Montevidéu, também fica na Avenida 18 de Julho.

A praça é famosa por sua coluna central, a Estátua da Paz. A alegoria feminina, empunhando com sua mão esquerda uma bandeira e com a direita uma espada, foi colocada lá em 1867 e é o primeiro monumento público de Montevidéu.

Coluna da Paz, localizada na Praça de Cagancha.
Além da famosa estátua, a Praça de Cagancha abriga lindos edifício antigos. Num deles encontramos a Cafeteria Tribunales, que se destaca pelo farto, saboroso e barato lanche da tarde.

Eu e o Thiago, meu maridão, adoramos tudo, principalmente o café. Já tínhamos, inclusive, provado a saborosa bebida do Café Martinez, lá em Buenos Aires, na Argentina. O dos nossos hermanos é muito bom, mas o do Café Tribunales, em Montevidéu, eu gostei mais.

Café Tribunales, na Praça Cagancha, no centro de Montevidéu. Foto: dolceuruguay.blogspot.com.br
O menu executivo do Café Tribunales também é um diferencial que deixa a experiência uruguaia melhor. Lá você tem a opção de pagar por pessoa e desfrutar de um buffet bem farto. E se não tiver com muita fome pode pedir os "combos".

Nós pedimos a segunda opção. Não estávamos com tanta fome assim e vimos pelas fotos do cardápio que o combo já era muita comida para a gente. Sem falar que o que queríamos mesmo era parar, descansar as pernas, fugir do frio e experimentar o café.

Lanche da tarde no Café Tribunales, em Montevidéu.
E valeu a escolha. Tudo estava perfeito. Há muito tempo não comia um croissant tão gostoso. A geleia era caseira, o sanduíche de queijo e presunto veio quentinho, o atendimento foi de primeira e o ambiente é super agradável.

Isso sem falar que no espaço, de 600 metros quadrados, também funciona uma charmosa livraria, onde é possível comprar bons e baratos livros de arte. No mezanino você ainda pode conferir algumas exposições itinerantes.

Servidos?
Ou seja, o Tribunales é um café déco perfeito para todos os amantes das artes, não só da gastronômica. Para quem ficou com vontade de conhecer, o endereço do Café Tribunales é Avenida 18 de Julio, Plaza Cagancha, 1140, Montevidéu, Uruguai. De segunda a quarta a cafeteria fica aberta de dez da manhã à meia-noite. De quinta a domingo funciona de dez da manhã às duas da madrugada.

Gostou desta postagem? Então siga o Vida de Cozinheiro nas Redes Sociais e ajude a divulgar o nosso trabalho compartilhando este conteúdo!


Toda nossa obra é oferecida gratuitamente aos leitores.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search