Rocambole de Nozes!

By 15:32 , ,

Rocambole de nozes: uma ótima pedida para a ceia de ano novo!
Sobremesa de fim de ano lá em casa é sempre a mesma: rocambole de nozes! E, normalmente, é o acompanhamento do "jantar da virada". Primeiro porque é um dos poucos doces que eu adoro e depois porque é uma forma de aproveitar aquele tanto de castanha que sobrou do natal...


Sem falar que receita é tão simples que não te dá preguiça de voltar pra cozinha depois daquela comilaça do dia 25... Fartura (graças a Deus) que acaba sendo feita por mim! Sempre digo que não vou cozinhar e acabo indo pro fogão... Rsrs...

Aí quando chega dia 26 tudo o que eu quero é fugir da cozinha! Sério! Rsrs... Eu não sei você mas nessa época, com tanta coisa rodando na minha cabeça, me dá uma vontade enorme de "fechar o buteco" e só voltar no ano que vem...

Mesmo cansada eu acabei resolvendo tudo, afinal era natal!
Mas Vida de Cozinheiro é isso, não tem trégua! Rsrs... Não tem como deixar pra depois igual a roupa do meu balde esperando o dia da visita do ferro... E é por causa disso o rocambole é o queridinho do meu dezembro!

Consigo, em pouco tempo (menos de uma hora) apresentar uma preparação digna da data e à altura dos meus convidados! E, apesar do característico gosto de nozes, durante todos esses anos servindo o doce no reveillon, não encontrei ainda quem não tenha gostado.

Por não ser tão doce o rocambole de nozes agrada qualquer paladar!
Pelo contrário. Principalmente por não ser um prato tão doce o rocambole de nozes acaba agradando até quem não come sobremesa. A única restrição é para pessoas com diabetes ou tolerância à lactose, coisa facilmente solucionada nos dias de hoje, né? Afinal, já existem no mercado diversas marcas de leite condensado com produtos específicos para esse público que tem alguma restrição alimentar.

Com relação à farinha de trigo branca, nunca tentei substituí-la por outro farelo que não contenha glúten mas imagino que pode dar certo fazer o rocambole com farinha de arroz.Só não vejo como agradar os veganos. Acho não dá para substituir os ovos por outro ingrediente... Mas se você, caro leitor, resolver tentar e der certo me conte, por favor!

Sempre acaba sobrando aquela castanha que eu comprei para o natal...
Só não vale mesmo deixar aquelas nozes caríssimas mofarem dentro do armário, ok? Vamos à receita, então.

- Massa:
. 3 ovos
. 1 xícara (chá) de açúcar refinado
. 1 colher (chá) de fermento químico em pó
. 1 colheres (sopa) de farinha de trigo branca
. 4 colheres (sopa) de cacau em pó
. 1 pitada de sal

Acho difícil substituir os ovos por outro ingrediente e deixar a sobremesa vegana...

- Recheio:
. 1 lata de leite condensado
. 1 colher (sopa) de manteiga
. 1 xícara (chá) de nozes picadas

- Utensílios e materiais:
. 1 folha de papel manteiga
. liquidificador
. 1 tabuleiro grande
. 1 pano de prato limpo

Tem restrição alimentar? Problema algum. Hoje existe até leite condensado sem lactose! Foto: veganbaking.net
- Modo de fazer:

Começe forrando um tabuleiro de tamanho grande com o papel manteiga. É importante que o papel cubra toda a superfície do tabuleiro (eu uso aquele de rolo e ainda forro parte da borda do tabuleiro) já que a função dele é evitar que o recheio grude no fundo do tabuleiro.

Feito isso, vamos ao recheio. Derreta a manteiga (eu uso o microondas porque é mais prático mas você pode colocar a manteiga numa panela e levá-la ao fogo). Espalhe essa manteiga (nunca margarina!) em cima do papel manteiga.

Para evitar que o rocambole grude no tabuleiro a dica é cobrir a vasilha com papel manteiga.
Despeje o leite condensado no papel e salpique as nozes por cima. Reserve.

No liquidificador (eu só uso o mixer porque ainda acho mais prático) bata os ovos, a farinha de trigo branca, o cacau em pó e o açúcar (pode ser o cristal e até mesmo o mascavo). Quando a mistura tiver homogênea desligue o liquidificador e acrescente o fermento em pó.

Detalhe: se você não tiver o cacau pode ser o achocolatado mesmo. Eu prefiro e só uso o cacau porque não é doce. Mas se for usar o achocolatado prefira um que não contenha tanto açúcar, tá?

Eu prefiro usar cacau em pó porque não tem açúcar. Foto: wikimedia.org
Aí é só despejar essa massa (quase líquida) em cima do recheio e levar ao forno médio por, aproximadamente, 30 minutos. O ponto da massa é igual ao do bolo comum: é só espetar um palito ou um garfo nela e, quando este sair limpo, está pronto.

Tire o tabuleiro do forno e vire-o em cima de um pano de prato limpo previamente polvinhado com uma mistura de açúcar refinado e canela (detalhe: se você não gosta de canela coloque pouco ou não use. Essa farinha é mais para enfeitar e dar o acabamento ao doce). 

Importante: para evitar que o rocambole quebre você tem que desenformar a massa ainda quente e enrolá-la em seguida!

Cuidado ao enrolar o rocambole! Desenforme e enrole o doce quente!
Para decorar use e abuse da criatividade! Vale colocar nozes, cerejas frescas, flor comestível, fio de ovos... Eu usei as cerejas que sobrou do natal e fiz a receita dupla já que vamos receber muita gente lá em casa.

Aproveitar a cereja que sobrou do natal para decorar o rocambole é uma ótima ideia! Foto: Roksolana Zasiadko
Bem, é isso! Última receita do ano! Alegria enorme de poder cozinhar e compartilhar minhas receitas, alegrias, indignações e sonhos dessa minha Vida de Cozinheiro com vocês! Obrigada a todos pela audiência, pelo carinho, pelos comentários, críticas e sugestões.

Que em 2017 a gente foque ainda mais no lema "alimentação consciente, vida saudável"! E tempere nossa caminhada com o melhor da vida! Um ótimo ano novo pra todos nós!

Quem em 2017 a gente cozinhe mais e seja feliz!
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nós te ajudamos com esta postagem? Então siga o Vida de Cozinheiro nas Redes Sociais e ajude a divulgar o nosso trabalho compartilhando este conteúdo.


Toda nossa obra é oferecida gratuitamente aos leitores.

Você também pode gostar!

0 comentários