T-Rex: Gastronomia na Idade da Pedra!

By 11:00 ,

Restaurante T-Rex do Disney Springs, em Orlando, na Flórida. Foto: divulgação.
Quem nunca teve vontade de voltar no tempo? Conhecer animais e paisagens que já não existem mais? Embarcar numa aventura rumo ao desconhecido? Eu, até hoje, tenho meu caderno de redações da segunda série e uma das histórias mais emocionantes (e bacanas) que escrevi está lá: "Viagem ao Centro da Terra".

De verdade mesmo, no "duro da cebola", como diria mamãe, provavelmente eu nunca vá. Mas já me sinto realizada. Se minha mente esteve lá em 1985, durante minha "estadia" naquele banco de escola (que a gente chamava de carteira), meu corpo demorou um pouco mais: exatos 21 anos. Mas agora eu posso dizer: "eu fui. De corpo e alma." 

37 anos visitando zoológicos e vendo elefantes até que acabo dando de cara com um mamute... Genial!
Exagero? Não para uma menina curiosa que sonhou ser geóloga/arqueóloga e acabou virando jornalista. Pra mim, conhecer o restaurante T-Rex, no Disney Springs, foi um desejo realizado! Há quem diga que é só mais uma "jogada de marketing" da turma do Walt. Pode até ser, mas eu achei o máximo! 

Não só pela comida, que é ótima e barata! A experiência de se permitir voltar 200 milhões de anos e vivenciar os primórdios da história do planeta não tem preço! É muito legal! Pra começar, na entrada você dá de cara com um T-Rex de 4,5 metros de altura. E não é uma estátua não! O rei do período jurássico é um dinossauro animatrônico que se movimenta e emite sons. 

Matando a vontade de conhecer um T-Rex!
Só por isso já dá vontade de ficar ali, parado, por umas duas horas... Rsrs... E, quando você entra, outras quatro gratas surpresas: ambientes temáticos brilhantemente decorados! O que te faz querer sentar em cada um daqueles incríveis espaços!

Um destes cenários primitivos que mais me encantou foi a caverna de gelo, mas já tinha lido que ficar por lá pode não ser muito divertido (já que o ambiente muda de cor o tempo todo).

A caverna de gelo mais parece uma discoteca dos anos 80! Colorida e super charmosa!
Outras "estrelas" do lugar (tirando o T-Rex que é "hors concours") são o polvo no teto do bar (rodeado pelas águas-vivas luminescentes) e a e a chuva de meteoros, que acontece a cada vinte minutos (claro, nada cai do teto! Mas o efeito de luzes e sons é muito interessante!).

O imponente polvo adorna o bar, bem na entrada do T-Rex! Foto: divulgação T-Rex.
Mas como não deu pra nos multiplicar e no nosso estômago só cabia uma refeição (gigante por sinal) acabamos nos "instalando" na área da floresta tropical (repleta de samambaias e sonorizada pelo zunido de vespas).

Demos sorte e logo conseguimos uma mesa! Mas, em alta temporada, a espera pode chegar à 2 horas!
E aí vai uma dica: lá no T-Rex costuma ser lotado! Só conseguimos mesa porque era "ThanksGivingDay" e, nesse dia, (de Ação de Graças) a tradição é o almoço em família. Assim ficamos livres dos americanos... Rsrs... Mas nem só de residentes vive o complexo, pelo contrário. Na Disney sempre tem movimento e reservar a mesa pode ser a melhor opção! 

Normalmente o T-Rex está assim: lotado!
Pra isso, você pode acessar o site da Disney ou o app My Disney Experience. Detalhe: se não for alta temporada dá pra chegar no Disney Springs algumas horinhas antes da refeição e deixar o seu nome na fila de espera.

Eles vão te entregar um pager e com ele em mãos você pode caminhar tranquilamente pelo parque (no limite do alcance do pager, é claro!). Quando a mesa for liberada o seu aparelho vai vibrar e você será devidamente acomodado.

A caverna de gelo e este espaço, o dos pterodáctilos, são os melhores ambientes para se observar a chuva de meteoros.
DISNEY SPRINGS

Pra quem nunca foi, explico. O Disney Springs é o antigo Disney Downtown, um centro de compras, restaurantes e entretenimento pertencente à Walt Disney Company. A maior vantagem do Disney Springs é a de ser o único espaço com entrada gratuita do complexo. E o estacionamento também não é pago!

Eu e o maridão no Disney Springs! Terminar a noite lá é uma das melhores pedidas de Orlando!
A desvantagem é que não existe transporte dos parques temáticos para o Disney Springs. Você vai ter que ir de táxi ou de carro. Nós optamos por alugar um carro em Orlando já que não nos hospedamos num hotel da Disney (os hotéis do complexo tem transporte gratuito para os quatro parques temáticos e para o Disney Springs).

Sem dúvida, o carro foi a melhor opção já que o sistema de ônibus da cidade é muito precário! Mesmo porque, não é só de Mickey que vive Orlando! Existem várias coisas interessantes para conhecer! O guia completo de como alugar um carro e dirigir na Flórida e a Orlando além dos parques você encontra no portal de viagem do meu maridão, o PróximoEmbarque.com!

O MELHOR DO DISNEY SPRINGS

Lá, além do T-Rex, existem outros locais no Disney Springs que, sem dúvida, merecem a visita! Os imperdíveis, na minha opinião, são: espetáculo "La Nouba" do Cirque du Solei, a loja da Lego e a loja da Disney!

Você não precisa comprar nada! Nem tem que gostar de Lego... A loja é incrível! Difícil não gostar!
VAI AO T-REX? CHEGUE CEDO!

Ainda com relação à espera no T-Rex, que pode ser de até duas horas, existem outras dicas para deixar sua refeição ainda mais prazerosa. Tente, também, chegar pra comer fora dos horários de pico: almoço antes das 12:30 e jantar depois das 22:00. Lembrando que o T-Rex funciona de 11 da manhã às 22:30 de domingo a quinta e de 11 da manhã à meia-noite nas sextas e nos sábados.

Outra opção seria sentar para tomar um lanche por volta das 17 horas (uma ótima pedida nesse caso é o "Doublesaurus Burger"). Certamente terão muitas mesas vazias nesse horário... 

Doublesauros Burguer, uma ótima pedida! Foto: divulgação T-Rex!
E comida para os diversos tipos de refeição e de gostos não falta! Do T-Rex você só sai com fome se for muito chato pra comer! O cardápio é gigante! Das entradas sofisticadas às sobremesas mirabolantes (adorei o vulcão de sorvete, bolo de chocolate e chantily - o famoso "Chocolate Extinction"!) os pratos vão agradar a todos! 

Chocolate Extinction: sobremesa para um batalhão!!! Foto: divulgação T-Rex.
Não importa se você é onívoro, herbívoro ou carnívoro... Rsrs... Certamente você vai sair de lá satisfeito! Mesmo porque cada pedido é comida suficiente para alimentar um mamute! E se você não tiver com muita fome (o que eu duvido muito porque em Orlando a gente anda pra caramba!) dá até pra dividir a refeição.

Cardápio do T-rex! Dica: deixe a economia de lado. Um dia só não vai comprometer o seu orçamento...
Mas não fique pensando nisso. Economize em outras coisas (nos lanches dentro dos parques, por exemplo) e vá com tudo para o T-Rex! Vale muito a visita! Tá, o T-Rex está longe de ser um restaurante gourmet... Mas e daí? a comida é saborosa, o preço é justo (em torno de 40 dólares por pessoa incluindo o serviço) e o lugar é mágico!

"Shrimp Parmesan": camarão empanado com uma crosta de parmesão, linguini e molho de tomate. Uma delícia!
Detalhe para o pão tipo ciabatta: macio e quentinho! Recomendo!
Ah, outra dica valiosa: lá (como na maioria dos restaurantes americanos) o refrigerante é vendido no esquema de refil e a água é de graça (a não ser que você queira beber uma "Perrier" ou uma água gasosa).

Brindando à realização de um grande sonho. Eu "de água" e o maridão "de Coca-Cola"...
Pra finalizar, dê uma passadinha na loja de souvenirs que fica na entrada do restaurante. Além de encontrar peças divertidas (camisetas, canecas e miniaturas de animais pré-históricos) e baratas (sério, foi a loja mais barata que eu visitei de todo o complexo Disney!) você ainda pode personalizar (e depois levar pra casa) o seu próprio dinossauro!

No fundo da lojinha você encontra o espaço "Build-a-Dino".
Por 30 dólares você sai do T-Rex com o seu dinossauro de estimação!
Então não perca essa oportunidade de viajar no tempo, se divertir e provar uma comida genuinamente americana! Encontrar o restaurante é fácil. De longe dá pra avistar a ossada do Tiranossauro Rex, que dá nome ao lugar!

A convidativa entrada do T-Rex... O famoso restaurante é a grande sensação da Disney Springs!
P.S.: para fazer reserva pelo site ou aplicativo é necessário ter um cartão de crédito internacional válido. Outro detalhe importante: não é Brasil, ok? Nada de se atrasar! A tolerância aceita é de apenas 15 minutos.

Se você não chegar no horário marcado ou se, simplesmente, não aparecer, uma taxa de dez dólares por pessoa (incluindo criança) será debitada automaticamente do seu cartão. Portanto, fique atento!
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nós te ajudamos com esta postagem? Então siga o Vida de Cozinheiro nas Redes Sociais e ajude a divulgar o nosso trabalho compartilhando este conteúdo.

[Facebook] [Instagram] [Twitter] [Pinterest]

Toda nossa obra é oferecida gratuitamente aos leitores.

Você também pode gostar!

0 comentários