A Sopa Paraguaya

By 17:23 , ,

A famosa Sopa Paraguaya que comi na Ciudad del Este!
Hoje você vai aprender a fazer a famosa "Sopa Paraguaya", que de sopa não tem nada! Na verdade, o tradicional prato é um bolo de milho salgado muito saboroso!!! A receita vem direto da fonte: da cozinha de um restaurante da terra hermana!

Como disse na semana passada (no post Made in Partaguay), nesse último feriado tive o prazer de ver de perto a confecção do bolo e provar a iguaria. Nada muito difícil ou complicado.

Mesmo porque, uma das lendas sobre a origem do prato reside aí, na simplicidade da "sopa". De acordo com essa versão, durante a Guerra do Paraguai os soldados paraguaios tiveram que acrescentar farinha ao caldo de carne para evitar que este derramasse durante o transporte.

Sopa para comer com garfo e faca...
E, no campo de batalha, a sopa acabou virando uma bela torta salgada...

Aliás, quem conhece a história sabe que é por conta dessa guerra, o mais importante conflito armado das Américas no século XIX, que podemos presenciar traços da cultura paraguaia aqui mesmo, no Brasil.

Afinal, parte do Mato Grosso (que atualmente conhecemos como Mato Grosso do Sul), até antes da guerra, era um território paraguaio. Isso explica a grande quantidade desses imigrantes residentes neste Estado e a forte influência cultural do Paraguai na região.

Sopa de partir??? No Paraguai é assim!!!
Outra teoria que explica a consistência da receita (que os nativos consideram a mais provável) é a de que a cozinheira do então presidente do Paraguai, Carlos Antonio López (que governou o país entre as décadas de 1840 a 1860) ao fazer a sopa teria, um belo dia, errado a mão na farinha de milho, produzindo, assim, a "torta-sopa" Paraguaya.

Mas o estado sólido não altera essa delícia, consumida pelos nossos hermanos desde antes da colonização espanhola e, enquanto líquida, conhecida como Tykuetï ou "sopa branca". Tanto que a sopa de comer com garfo e faca é complemento perfeito para o também famoso Tereré, o chá gelado paraguaio.

Morador da Ciudad del Este saboreando seu Tereré. O famoso chá gelado é acompanhamento perfeito para a Sopa Paraguaya!
O "lanchinho", normalmente, é feito no meio da manhã, por volta das 10 horas, e tem até nome: em Guarani a pausa se chama Tereré Rupá. Mas não é só para "forrar o estômago" que a Sopa Paraguaya serve.

O bolo, tradicionalmente assado no Tatakuá (forno feito com barro e tijolos) é entrada, prato principal e sobremesa. Tudo depende da vontade do freguês! Muitas famílias ainda fazem a Sopa em casa, mas de tão apreciada, a torta é, literalmente, a receita de muitos restaurantes!

A Sopa Paraguaya é o carro chefe do Restaurante Las Delicias, na Ciudade del Este.
Com os nossos guias paraguaios, o Dan Rigo e a Rebecca, conhecemos o "Las Delicias". O dono foi super gente boa e me deixou visitar a cozinha. Vi como se faz e descobri que o segredo do bolo está na farinha de milho!

Não dá para substituir pelo fubá, ok? A autêntica Sopa Paraguaya é feita com o flocão de milho pré-cozido.
Para ser uma autêntica "Sopa Paraguaya" não se pode usar fubá, ok? Para dar a consistência certa as cozinheiras usam o flocão de milho pré-cozido! É, isso mesmo! Aquele do cuscuz... Anote aí o passo-a-passo para fazer a famosa Sopa Paraguaya:

MASSA

. 500 gramas de farinha de milho (flocos de milho ou flocão)
. 1 litro de leite (eu só uso o sem lactose, mas pode ser de qualquer tipo)
. 4 ovos inteiros crus
. 1 colher de sopa de fermento químico em pó
. 350 gramas de queijo minas meia cura grosseiramente ralado (a receita original é com o queijo Paraguay)

A massa pronta do restaurante paraguaio Las Delicias.
RECHEIO

. 500 gramas de carne moída (frita e sequinha)
. 3 ovos cozidos picados 
. 3 cebolas grandes picadas
. 2 colheres de sopa de óleo

Primeiro, vamos fazer a massa: em uma vasilha (de preferência que tenha tampa), misture todo o leite e hidrate os flocos de milho. Para a massa ficar na consistência correta, o ideal é deixar essa mistura na geladeira de um dia para o outro ou, pelo menos, por umas 4 horas. Enquanto isso, faça o recheio.

FAZENDO O RECHEIO


Detalhe: você pode, ainda, acrescentar outros condimentos à essa carne, como hortelã, cardamomo, garam massala ou páprica. Mas, originalmente, a carne dessa receita paraguaia só leva sal, tá?

Em outra panela coloque os três ovos para cozinhar (esse ovo será usado no recheio. É opcional, tá?).

Nunca tinha visto ovo na Sopa Paraguaya, mas as cozinheiras do Las Delicias me garantiram que a receita da terra é feita assim! Foto: Marthastewart.com
Depois da carne bem fritinha, acrescente a cebola e refogue-a até murchar (sem deixar amolecer muito porque senão, quando for ao forno, ela vai desaparecer e essa não é a ideia). Reserve (o objetivo é deixar esse recheio esfriar para depois colocá-lo sobre a massa).

Enquanto o recheio de carne e cebola esfria, aproveite para pré-aquecer o seu forno, principalmente se não for elétrico (porque demora mais para esquentar). Use esse tempo também para terminar a massa.

A carne tem que ficar bem sequinha e fritinha, tá? Foto: Popsugar.com
FAZENDO A MASSA

Com a massa hidratada (consistência de um purê mole) tempere-a somente com sal (cuidado para não exagerar, ok? Vá provando a mistura!), acrescente os ovos crus (levemente batidos), o queijo ralado e o fermento.

Despeje metade desse purê em um tabuleiro ou refratário grande previamente untado (o ideal mesmo é um pirex mais alto, já que este prato é em camadas).

Colocando a primeira camada de massa no pirex...
Com o recheio de carne moída e cebola já frio, despeje essa mistura por cima da massa de milho que está no pirex. Coloque, por cima da carne moída, rodelas dos três ovos cozidos.

Montando a Sopa Paraguaya: massa, carne moída e ovo cozido...
Por último, despeje o restante da massa de milho. 

O caminho do pirex montado é um só: o forno!
Leve o refratário ao forno para assar. Originalmente essa receita é feita em forno a lenha mas, em tempos modernos, até as paraguaias mais tradicionais já usam o elétrico... O ideal é que a temperatura desse forno esteja à 200 °C (médio-alto).

Teoricamente, trinta minutos depois, a maravilhosa iguaria está pronta! E pode ser comida quente ou fria, mas sempre acompanhada de um refrescante Tereré!

Quando estiver assim, douradinha, a Sopa Paraguaya estará pronta! Servidos?
P.S.: Como cada forno é de um jeito, fica um pouco complicado precisar o tempo. Portanto, fique de olho na sopa, ok? Depois de 20 minutos (quando a massa já está mais consistente) já se pode abrir o forno e checar.

O ponto certo é até a sopa dourar e ficar firme. Retire-a do forno e sirva como quiser (eu prefiro comer a Sopa Paraguaya quente, mas gosto não se discute, né?) 

A famosa Sopa Paraguaya! Servidos???
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nós te ajudamos com esta postagem? Então siga o Vida de Cozinheiro nas Redes Sociais e ajude a divulgar o nosso trabalho compartilhando este conteúdo.

[Facebook] [Instagram] [Twitter] [Pinterest]

Toda nossa obra é oferecida gratuitamente aos leitores.

Você também pode gostar!

2 comentários

  1. Gostei, naturalmente eu vou provar a tua receita da Sopa Paraguaia... Acho que até poderíamos chamar de "Carne Escondida Paraguaia"... Ciao Mari e buon Fine Settimana, un abbraccio !!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Escondidinho de carne também seria bem apropriado... Tomara que você goste, Elcio! Eu adoro tudo que é feito de milho! Um ótimo fim de semana para você também! Grande abraço!!!

      Excluir