Pão com Manteiga, a dupla perfeita da manhã!

Por segunda-feira, 4 de janeiro de 2016 , ,

A melhor dupla do meu café da manhã!
Pão com manteiga é, pra mim, uma das melhores combinações do meu dia! Não sei sair de casa sem comer e beber um belo café. Lá em casa, a gente só toma o delicioso Café das Vertentes! Sei que a dupla é a preferida de muitos e é por isso que merece destaque aqui no Vida de Cozinheiro.

Isso porque esses dois ingredientes devem ser escolhidos com muito cuidado! Priorize sempre os pães integrais e a boa e velha manteiga! Esqueça a margarina, tá? E eu te explico porquê.

MANTEIGA X MARGARINA

A briga é antiga. Durante muito tempo acreditou-se ser a manteiga a grande vilã na mesa do café. Os ataques ao produto eram por conta da quantidade (pequena) de gordura saturada contida no alimento. 

Manteiga Itambé: a minha preferida!
Gordura que, em excesso, é responsável pelo aumento do colesterol ruim (LDL), mas que também está presente no leite, no queijo amarelo e na carne vermelha e que, ingerida com moderação, não vai trazer problemas à sua saúde. Muito pelo contrário, a manteiga possui vitamina A, D e proteína. 

Mesmo porque, manteiga nada mais é do que a nata do leite batida até se transformar numa emulsão cremosa. Ainda sim, por conta do lobby da indústria alimentícia, muito marketing se fez em torno da margarina, com propagandas mirabolantes para te fazer acreditar que "aquilo" era bom para o coração.

O QUE TE FAZEM ACREDITAR

O que os publicitários não te contam é que a margarina é um composto químico, fabricado a partir da hidrogenação do óleo vegetal, o que gera a famigerada "gordura trans". Essa sim é prejudicial ao organismo! Ela faz um "estrago" muito maior nos vasos sanguíneos e eleva os riscos de infarto e AVC. 

Mas para vender, infelizmente, vale de tudo, não é mesmo? Bem, quando os produtores de margarina começaram a se sentir acuados pela divulgação dos malefícios da gordura trans, eles resolveram eliminar o composto do produto. 

Realmente, se você pegar o rótulo da Becel, uma das principais margarinas vendidas no país, vai ver escrito no rótulo (em letras garrafais - porque sim, isso eles colocam pra você enxergar): "não contém gordura trans".

O que, novamente, ninguém contou, foi como essa gordura, que é o subproduto da hidrogenação do óleo, foi eliminada do processo. Segundo especialistas nada foi bem explicado ainda... Sem falar que margarina, se consumida em excesso, também contribui pra o aumento do colesterol ruim (LDL).

O ideal é consumir, apenas, 8 gramas de manteiga por dia!
Bem, minha dica é: se você ainda consome o produto, cuidado! Na minha casa a gente só compra manteiga e só confio em duas marcas: Itambé e Aviação (não é propaganda não, ok? Só divulgo porque considero estes produtos de extrema qualidade). E o ideal é comer, no máximo, 8 gramas da gordura por dia, o equivalente a uma pontinha de faca passada numa fatia de pão.

PÃO DE FORMA INTEGRAL X PÃO DE FORMA BRANCO

Integral, sem dúvida! Mas não aquele comprado no supermercado porque de integral não tem nada... Rsrs... Sério! Você já leu o rótulo? Outro dia li e parei de comprá-lo.

Meu pão integral de abobrinha feito na máquina.
O que está escrito no rótulo do pão integral da Wickbold, uma das marcas mais comercializadas no Brasil é: "farinha de trigo integral (51%), farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, glúten, fibra de trigo, açúcar, fermento biológico, óleo de soja, sal e conservador proplonatode cálcio. Contém glúten". 

A explicação se dá pelo fato da farinha integral absorver líquidos com bastante facilidade, deixando o produto final extremamente duro, tornando, portanto, inviável a produção de um pão 100% integral. Assim, a legislação brasileira permite que os pães integrais possuam até 3/4 de farinha branca e a maioria das empresas do ramo, os produzem desta forma. 

Farinha branca: 1/4 da quantidade usada no meu pão integral de abobrinha...
Já o pão verdadeiramente integral (predominantemente feito com a farinha integral) contém um teor de vitaminais e minerais mais elevado que o branco, uma vez que estes nutrientes se encontram no farelo e no gérmen do trigo, partes que são retiradas durante o beneficiamento da farinha. E é por isso que eu faço o meu pão na máquina. A receita você confere clicando aqui.

Mas claro, os dois tipos possuem carboidrato (amido), "combustível" essencial à nossa dieta. Os dois apresentam, ainda, vitamina B1 (importante para a nutrição celular), vitamina B2 (fundamental para o crescimento e metabolismo), vitamina E (que previne o envelhecimento), cálcio, potássio, fósforo e ferro.

Farinha de trigo integral.
Mas o pão integral tem um nível bem mais elevado dessas substâncias, sem falar que, por possuir mais fibras (principalmente celulose), ao consumi-lo temos uma maior sensação de saciedade e facilitamos a regulação do trânsito intestinal. 

O pão integral só não é recomendado para crianças porque, se consumido em excesso, devido ao seu grande teor de fibras, pode perturbar a absorção de cálcio presente em outros alimentos como, por exemplo, o leite.
           
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Gostou desta postagem? Então siga o Vida de Cozinheiro nas Redes Sociais e ajude a divulgar o nosso trabalho compartilhando este conteúdo.

[Facebook] [Instagram] [Twitter] [Pinterest]

Toda nossa obra é oferecida gratuitamente aos leitores. 

Você também pode gostar!

4 comentários

  1. Que legal Mari! Adorei a parte do café que adoro. Dicas muito boas e bem detalhadas. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, minha querida amiga! Que bom que você gostou, Aurani! Precisando, conte sempre com o VidaDeCozinheiro.com e comigo, ok? Te adoro! Saudade! Grande beijo!

      Excluir
  2. Tenho experimentado muitos cafés por aí, até por quê, estou exportando. O meu preferido disparado é o Café das Vertentes. Foi muito legal verificar que mais pessoas gostam. O Café das Vertentes é vendido no Verdemar, aqui em BHZ e nas padarias Pão e Cia da cidade, dentre outras, como na padaria do Belvedere. Ele "desce" muito bem. Sabor e aroma incomparáveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Mateus! E se você também é apaixonado pela bebida eu recomendo comprar o moedor de grãos. Ele é caro mas vale cada centavo! Virou o queridinho das minhas manhãs. Agora, aqui em casa, só compro o Café das Vertentes em grãos... É bem prático moer na hora de passar a bebida. E o sabor é incrível! O meu moedor é o da foto mostrada na matéria e foi comprado na ToksTok. Pra quem aprecia um bom café é um ótimo investimento! Muito obrigada por compartilhar sua Vida de Cozinheiro com a gente! Precisando, estou sempre aqui! Grande abraço.

      Excluir